Please Love Me - Kudza Klan

Imagem de Banksy

Imagem de Banksy

Tento reanimar este amor que se encontra condenado, uma vez que o coração para esta tudo acabado, não há como reviver um amor extinto, cheguei até ao fim e continuei até ao infinito, desisti da minha própria existência, pois viver sem ti é como declarar falência.

O meu corpo precisa da tua assistência, quero sentir a vida que me foi negada, toda a história tem um fim mas a nossa está interligada, o nosso destino foi escrito nas paredes do universo, antes da criação, antes do começo, por isso eu jamais irei fraquejar, trair ou desrespeitar-te és a única mulher que estou destinado a amar, não existe mais ninguém capaz de me reanimar.

Já estou cansado de abraçar a almofada, e de enrolar nos lençóis as lágrimas escorrem a velocidade de caracóis, o sorriso esconde-se por de trás da tua lembrança, a amargura aumenta consoante a nossa distância, apenas rezo para que amanhã doa menos pois sempre que nos vemos, algo me diz que alguns erros podem ter um final feliz.

Facebook Comments

Categorias: Uncategorized

6 comentários

aparecidadias · 14 Fevereiro, 2016 às 22:50

E quando a almofada torna-se a principal companhia… A única que enxuga as lágrimas e ouve todas as confidências. O final há de ser feliz!

kudza · 16 Fevereiro, 2016 às 03:04

Um final feliz é o que todos procuramos.
Obrigado pela visita.

Hasta & Peace

Kudza

lisandradrower · 18 Fevereiro, 2016 às 22:41

Deveria postar mais vezes, são belas as tuas palavras 🙂 Venho aqui e acabo lendo os mais antigos mesmo!
Abs,

Lis

kudza · 19 Fevereiro, 2016 às 12:50

Obrigado pela força, de momento estou a postar 1 vez por semana, nem sempre é fácil escrever.

Hasta & Peace

Kudza

Isabella Cas · 23 Fevereiro, 2016 às 12:44

As vezes o segredo está no nascimento de um novo amor!
Temos que aprender a sepultar o que já sem vida está!
Avante, sempre haverá outro amor, enquanto houver vida!

kudza · 24 Fevereiro, 2016 às 15:07

Concordo claramente com as tuas palavras, correctas e carregadas de sabedoria, parece que aos poucos estas a deixar-te encontrar pela inspiração.
Continua o bom trabalho…

Hasta & Peace

Kudza

%d bloggers like this: