I Ain’t The One

Martin Whatson
Martin Watson

As Minhas Capacidades, Só Ganham Vida No Momento de Exaustão, O Limite é Uma Obstrução, Um Erro Inserido Na Linguagem Corporal, Todo o Presságio Pinta Um Quadro, Onde a Dor é Emocional, o Corpo é Apenas Um Artefacto da Herança Universal.

Proveniente da Poeira Indesejada Pelo Cosmos, Abraço os Restos do Meu Passado, a Solidão Tem um Sabor Amargo, Visivelmente Insignificante, só Visto Como Uma Nuvem Turbulenta, Todos Apanham Chuva, Mas Poucos Permanecerem Indistantes, O Meu Coração é Constituído Por Pedras Preciosas e Pequenos Diamantes, Demasiado Orgulho, Mas as Minhas Desculpas São Constantes, Tu Também Sentes o Mesmo, Nasceste, Cresceste, e Viveste, Só que Desta Vez Eu Renasci, e Tu Te Esqueces-Te, o Nosso Amor é o Mesmo, Porque Nós o Escrevemos.

Percorreria Pelos Anéis de Saturno, e Alcançaria o Final de Todas as Constelações, Demasiadas Lágrimas, Eu Nem Durmo! Dor de Lamentações, Eu Juro-lhe por tudo, Acabaram as Distracções.

Desculpa Pelas Lágrimas Que Fiz-te Derramar, Eu Aceito a Culpa e Aceito Não Me Perdoar, Demasiada Baixa!!! A Tua Beleza é o Teu Sorriso, No Teu Corpo Encaixa, NA PERFEIÇÃO, Peço Por Ti em Cada Oração, a Tua Voz São Como Suspiros de Transmissões, Ondificadas Pelo Espaço, 1.000 Canhões De Guerra, Perfurando este Coração de Aço, é Como Correr Descalço, Por Estrelas em Combustão, Estamos Tão Perto, Uma Pequena Divisão, Nem Sempre Sou Correcto, Mas Miúda Eu Aceito, Se a Resposta for Não.

“He Who is Not Courageous Enough to Take Risks, Will Accomplish Nothing In Life.” -Muhammad Ali
SUBSCRIBE DON’T CRITICIZE

Kudza

 

Comments

comments

One Reply to “I Ain’t The One”